Tomografia cardíaca


SOMATOM DEFINITION AS – nova tecnologia em tomografia por múltiplos detectores que permitem a realização de tomografias dos diversos segmentos com rapidez e precisão, onde destaca-se a tomografia das coronárias:

- Exame de rápida execução e não invasivo.
- Auxilia na estratificação de risco coronariano.
- Importante papel diagnóstico da doença arterial coronariana.
- Estudos mostram alta sensibilidade e especificidade da angiotomografia na detecção de obstruções coronarianas significativas.
- Valor preditivo negativo da angiotomografia permite descartar com segurança as coronariopatias.
- Utilizada no triplo descarte da avaliação de dor torácica a nível ambulatorial ou de emergência (capacidade de avaliar ao mesmo tempo coronariopatia, embolia pulmonar e patologias da aorta).
- Permite a realização do Escore de cálcio coronário, exame sem contraste, que visualiza o cálcio nas artérias e é um preditor independente de risco de eventos coronarianos futuros
- O Somation Definition AS é o aparelho que permite a menor dose de radiação do mercado atualmente, através de seus vários dispositivos de modulação de dose.

Medicina Nuclear Cardíaca

A cardiologia nuclear é uma subespecialidade da Cardiologia e da Medicina Nuclear que, mediante a administração de baixas doses de compostos radioativos e a detecção de imagens correspondentes por meio de uma Gamacâmara, permite avaliar o fluxo sanguíneo coronariano. Utilizando-se desses marcadores radioativos e processos computadorizados de reconstrução de imagens, é possível construir imagens cardíacas que demonstram a distribuição do fluxo coronário (homogênea ou não). Assim, identificam-se defeitos de perfusão miocárdica fixos ou transitórios. Em termos simples, durante o teste se procura mimetizar o que ocorre em situações clínicas que podem induzir angina.

 

Como destaques, a cardiologia nuclear:


- Tem tido incremento na qualidade das imagens com a utilização de modernas Gamacâmaras, com estudos sincronizados ao ECG e utilização de softwares de correção de atenuação que reduzem os artefatos;
- Tem papel importante como uma alternativa menos invasiva que a cineangiocoronariografia na estratégia de investigação e na predição de futuros eventos cardíacos em  pacientes com baixo risco de doença coronariana (baseado em fatores de riscos);
- Incorpora técnicas que permitem uma melhor avaliação “funcional” da circulação coronariana;
- Pode ser o complemento necessário à informação “anatômica” fornecida pela Cinecoronariografia;
- Permite avaliar, com imagens tridimensionais do ventrículo esquerdo em movimento, não só a perfusão e a viabilidade miocárdica, mas também a capacidade funcional ventricular;
- Expressa risco notadamente reduzido de eventos cardíacos graves, de cerca de 1% ao ano, na vigência de estudo perfusional em esforço/repouso normal;
- Expressa prognóstico muito desfavorável, com taxa de eventos da ordem de 20% ao ano, na vigência de um estudo perfusional em esforço/repouso alterado.


A cardiologia nuclear desempenha um papel definitivamente estabelecido na avaliação diagnóstica, funcional e prognóstica dos pacientes com suspeita ou sabidamente portadores de cardiopatias isquêmicas, despontando como um instrumento importante na estimativa do significado funcional das estenoses coronarianas angiográficas, na avaliação da eficácia de intervenções terapêuticas, e na estratificação do risco após o infarto do miocárdio.

ACESSE NOSSAS REDES SOCIAIS